segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Essas pessoas na sala de jantar.


Segundo o filósofo F.Nietzsche, a existência dos seres está apoiada em pilares mentirosos,que são repetidos várias –e fervorosas – vezes,tornando-se de tal maneira,reais para quem os ouve durante um longo período.

Tal apoio é recoberto em grande parte dos casos,por uma frágil película que separa o real do utópico,que quando em mãos certas,adquire uma força monstruosa,chegando a mover peças de fundamental importância no mundo.

Atualmente,somos soterrados por toneladas e toneladas de mentiras,que são repetidas incessantemente em nossos ouvidos,servindo apenas para mostrar ao resto do Mundo,que o nosso país está muito bem das pernas.

É engraçado pensarmos,que um fator comum para essas mentiras é o nacionalismo.Vez por outra ,nos deparamos com ele enrolado em um novelo de besteiras que são ditas por nossas autoridades.Sabemos que essa consciência nacional é um dos principais ingredientes para a implantação de sistemas autoritários.

Tal sentimento quando foi outrora insuflado nas Nações,teve uma razão histórica,social e econômica para existir.Estavam na maioria das vezes tentando reerguer o país de uma crise,ou salvá-lo de uma pseudo-ameaça.Não cabe a nós julgarmos tais acontecimentos como sistemas isolados na história.

Quem antes lutava em prol de uma população,ou de uma minoria,ou de qualquer causa – banal ou não – que seja,utiliza-se hoje do poder de influência que tem,para manipular a massa popular,objetivando benefícios próprios,ou da patota que o cerca.

Nunca antes a frase “Os fins justificam os meios” fora tão bem empregada,quanto para traduzir o patriotismo do brasileiro.Esse,por sua vez,pode ser comprado,ou melhor:trocado por uma dentadura,um saco de arroz,um sapato,ou uma carona.

De fato esse sentimento só aflora em época de Copa do Mundo,ou quando falam mal do Brasil lá fora,uma vez que o futebol é uma das poucas coisas com que o brasileiro realmente se importa.

-Pra que política?política cansa.


É muito deprimente concluirmos que o patriotismo de nosso povo,só serve para manter os políticos no poder e,para de quatro em quatro anos,dar um “cala a boca” na população.

Um viva ao “Panis ET circenses” do século XXI!!

(Adriano Mariussi Baumruck)

Um comentário:

  1. Ora Viva.
    Linkei você no Kafe Kultura.
    Claro que interessa parceria, é sempre bom fazer amigos.
    Um abraço

    Mário Nunes

    ResponderExcluir